Ter uma opinião bem formada é muito importante, seja para embasar os seus argumentos em uma conversa ou desenvolver melhor o pensamento crítico com relação às coisas do mundo. Em uma época onde as opiniões são tão extremas e acirradas, faz sentido desenvolver o pensamento crítico em busca de um diálogo mais tolerante e consciente.

Aqueles que possuem pensamento crítico não acreditam em tudo o que ouvem, questionam ideias e conseguem propor novas soluções dentro do que está sendo apresentado. Seja em uma conversa informal ou em uma discussão de trabalho, todo diálogo pode também ser uma chance para se expressar e mencionar opiniões. 

É possível desenvolver pensamento crítico de várias maneiras – estudando é uma delas. Para quem está inserido no ambiente acadêmico, por exemplo, é uma grande chance para ver os fatos com mais profundidade e adquirir conhecimento qualificado.

Para desenvolver sua opinião, no entanto, também é preciso dedicação e foco. Neste artigo, vamos falar como é possível desenvolver seu pensamento crítico estudando e aproveitar este momento para tornar suas opiniões ainda mais sólidas. 

Diferencie a teoria da realidade vivenciada

As disciplinas e as aulas por si já guardam muitas informações que podem ser absorvidas para a formação do pensamento crítico. Com a leitura de material teórico, os alunos têm acesso a uma visão de mundo não prática, calcada por estudiosos e pesquisadores. Na vida real, no entanto, fatos e teorias podem não corresponder àquilo que está descrito na literatura. Saber discernir o que está escrito do que acontece na vida é um primeiro passo para entender a natureza de cada coisa. 

Avalie a matéria passada

Ao fazer uma revisão ou visitar as anotações feitas durante uma aula, aproveite para fazer uma leitura mais demorada. Tenha atenção a todos os pontos levantados e procure complementar a matéria com informações de outras fontes. Quando ainda estamos assimilando a matéria, é normal que as dúvidas apareçam com facilidade, por isso não deixe de anotar essas perguntas e insights no decorrer da aula para que, no futuro, você possa desenvolver o assunto de maneira ainda mais completa.

Esteja atento às tendências acadêmicas

Dentro da universidade é normal que existam teóricos e pensadores que são mais lidos do que os outros. Isso acontece principalmente porque cada faculdade tende a criar um núcleo de pesquisadores que abordam uma mesma linha de pensamento e de estudo. Porém, mesmo neste núcleo pode ter certeza que há divergências e diferentes leituras de um mesmo livro. Por isso é importante aprender avaliar criticamente até mesmo os autores e professores mais conceituados e divulgados. 

Use a curiosidade como estímulo para o estudo

Todos temos personalidades diferentes e ter pensamento crítico pode fazer parte de todas elas. Algumas pessoas têm dificuldade de mudar de opinião, mantendo pensamentos mais tradicionais e conservadores. Para quem quer questionar as coisas do mundo e ampliar o seu aprendizado, é necessário fazer um exercício de abrir a mente para diferentes pontos de vista. Ser curioso é fundamental para correr atrás de conhecimento de alta qualidade. 

Cultive seu fôlego intelectual

Nem todo mundo possui naturalmente a habilidade de ler e interpretar textos. A boa notícia é que, com paciência e perseverança, todos conseguimos estimular nosso ímpeto intelectual e adquirir uma boa interpretação de textos.

Como tudo na vida, o treino é fundamental para conseguir trazer o material intelectual de modo mais presente para sua vida. Se ainda está se ambientando com o volume de textos e matérias, vá com calma: não se exija demais no começo. Alterne leituras acadêmicas com artigos de jornal relacionados, faça pausas a cada uma hora para um lanche ou um alongamento, entenda e respeite o seu ritmo. Com o tempo, a habilidade de ler irá ficar cada vez mais natural e presente. 

Evite soluções rápidas ou óbvias demais

Muitas vezes ficamos instigados com uma discussão, querendo logo terminá-la ou expressando a nossa opinião de modo muito forte, incisivo. Isso pode levar a querer levantar pontos muito óbvios ou abraçar aquela teoria mais conhecida por todo mundo.

Porém, o caminho mais curto nem sempre é o caminho mais sensato, e avaliar diferentes perspectivas só tem a enriquecer a opinião. Antes de pegar o atalho, treine desenvolver mais um pouco mais o pensamento, pensando com mais profundidade. 

Não se contente com ambiguidades

Por outro lado, quando estamos frente a contextos mais complexos, podemos nos deparar com situações ambíguas, contraditórias. Ao identificar uma posição ou um contexto que fique “em cima do muro”, procure entender melhor do que se trata. Procure outras fontes, colete opiniões dos colegas. Esclarecer um posicionamento é fundamental para ter um pensamento crítico qualificado e responsável. 

Busque entender o contexto

Naturalmente associamos todos os fatos e teorias à nossa cultura, pois é aquela que conhecemos  melhor e nos é cotidiana. Entretanto, o que funciona para a nossa cultura pode não funcionar do outro lado do mundo – e vice-versa.

Antes de absorver um ponto de vista como um estranho no ninho, avalie o contexto em que ele está inserido. Pense na época histórica, na geografia do lugar, na trajetória do seu povo. Esses aspectos darão mais elementos para entender amplamente e com mais consciência aquilo que está sendo descrito ou colocado. 

Não deixe de estimular seu pensamento crítico

Aceitar tudo aquilo que é falado ou escrito é outra forma de cair em armadilhas. Muitas vezes, deixar de questionar algo pode ser sinônimo de preguiça e de superficialidade. É normal alguns tipos de personalidade fazerem mais esforço para agradar as pessoas e desejarem estar sempre corretos. Mesmo esse tipo de pessoa deve se esforçar para trazer mais questionamento para seu pensamento.

Na sala de aula, não deixe dar uma opinião por vergonha ou por preguiça. Um pequeno esforço pode fazer muita diferença na sua formação e ainda ajudar outros colegas a esclarecer pontos de dúvida em comum.

Não se estresse com determinado assunto

Algumas disciplinas podem ser mais densas do que outras, por se tratarem de assuntos polêmicos ou muito presentes no nosso cotidiano. Utilize destes aspectos para trazer um pouco mais de realidade para o estudo, e nunca tentando se encaixar nesse ou naquele determinado padrão. Saiba escutar a opinião de amigos, professores e colegas com distanciamento, sem se envolver passionalmente em uma discussão. 

Desenvolver o pensamento crítico pode ser mais prazeroso do que se pensa! Fique de olho em nosso blog e acompanhe os posts com dicas para aprofundar e qualificar seus estudos. 

Guia completo para planejar e organizar a vida de universitário