Mensalidades, transporte, livros, material didático, alimentação: a lista de gastos fixos e variáveis de um estudante universitário não costuma deixar muito dinheiro sobrando no final do mês. Mas essa não precisa ser a sua realidade: saiba que é possível equilibrar as finanças do estudante e até poupar algum dinheiro no final do mês!

Confira nossas dicas para enxugar seu orçamento e começar a preparar seu futuro agora:

Conheça seus ganhos e gastos

Saber quanto dinheiro tem, de onde vem e para onde ele está indo é simplesmente indispensável para quem quer acertar o orçamento. De onde vem o seu dinheiro? Dos pais, do seu próprio trabalho, de alguma bolsa? Coloque tudo na ponta do lápis para saber com quanto você pode contar a cada mês.

Depois de saber o quanto ganha, é hora de fazer um controle das suas despesas. Liste os gastos fixos (como mensalidade da faculdade, transporte, aluguel) e os variáveis (como alimentação, livros e outros materiais didáticos), prestando atenção especial a esse segundo grupo. É com base nessa lista que você vai precisar fazer alguns cortes e, acredite, isso é possível!

Enxugue suas despesas

Com a lista de gastos pronta, é hora de ver o que pode ser cortado. Existem alguns pequenos prazeres de que é possível abrir mão sem prejudicar sua qualidade de vida, e mudar alguns hábitos pode ter um impacto enorme nas finanças do estudante. Antes de tudo, esqueça as compras por impulso. Muitas vezes elas fazem você gastar com aquilo que não é necessário e que pode ficar para outro momento. Tire tudo o que é supérfluo da sua lista de gastos.

Despesas com material didático, por sua vez, não podem ser eliminadas, é claro. Mas livros em ótimo estado podem ser encontrados em sebos a preços muito mais acessíveis do que se fossem novos.

Trocar a refeição na lanchonete ou cantina por uma fruta, lanche ou marmita feitos em casa, por exemplo, é outra boa pedida. Além de uma opção econômica, essa alternativa pode garantir que você tenha uma alimentação saudável mesmo com a rotina corrida. Inclusive, esse hábito é adotado por muitos adeptos do estilo de vida fitness, que está tão na moda atualmente.

E como ninguém é de ferro e merece se divertir, até para o lazer há opções culturais mais baratas ou até mesmo gratuitas. Basta ficar antenado e aprender a se divertir sem gastar muito. Tente pensar em outras pequenas trocas simples como essas no dia a dia e você vai ver que, em pouco tempo, o dinheiro não vai parecer tão curto!

Aumente a receita de forma criativa

Outro jeito de equilibrar as finanças é aumentar as receitas. Se você não trabalha em período integral, aproveite o tempo livre para fazer algum trabalho como freelancer, por exemplo. Há muitas alternativas, desde passear com cachorros e escrever para a internet até vender algo que você faz para os colegas de trabalho. O dinheiro a mais no final do mês compensa o esforço, acredite!

Otimize a rotina para poupar tempo e dinheiro

Essa é uma ótima maneira de poupar tempo e dinheiro. Estudar mais perto de casa, por exemplo, ou escolher uma faculdade para a qual você possa ir utilizando um único meio de transporte ou o meio mais rápido pode gerar economia e ainda vai permitir que você use o tempo economizado para estudar ou trabalhar.

Consiga descontos por bom desempenho na faculdade

Você escolheu passar os próximos anos estudando para se preparar para o futuro. Então, uma boa dica é se dedicar para valer e fazer o seu desempenho escolar se transformar em dinheiro ou desconto.

Há diversos incentivos financeiros para alunos dedicados ou brilhantes. Sua nota no Enem pode garantir bolsas para graduação ou financiamentos estudantis mais generosos. Além disso, muitas faculdades dão descontos para alunos com desempenho excelente. Essa é uma ótima maneira de gastar menos com a faculdade e que só depende do seu esforço.  

Pesquise preços

Os gastos do dia a dia também podem pesar menos no seu bolso se você pesquisar os preços. É possível economizar quase metade do valor em compras de todos os tipos — itens de alimentação, higiene e até materiais didáticos — buscando alternativas e comparando promoções e condições de pagamento.

E essa pesquisa não é mais tão trabalhosa quanto já foi! Hoje em dia, existem vários aplicativos voltados a encontrar preços mais baixos, que podem ajudar bastante nas finanças do estudante. Se você ainda mora com seus pais, pode fazer um trato com eles: você se encarrega de encontrar o preço mais baixo e o que eles economizarem eles revertem para o seu orçamento!

Invista o dinheiro economizado

Seguindo as dicas que demos até aqui, é possível fugir do estereótipo do estudante “quebrado” e conseguir um bom alívio no orçamento em pouco tempo. Mas o pulo do gato vem agora: o que você pode fazer com o dinheiro que vai sobrar.

A melhor opção, com certeza, é aproveitar para começar a poupar e investir. E se você acha que poupar dinheiro durante a faculdade, a época da vida em que normalmente as pessoas têm menos dinheiro, é uma má ideia, saiba que é o contrário!

Nesse momento, é muito importante contar com uma reserva financeira para lidar com emergências. Infelizmente, imprevistos sempre podem acontecer e, se você estiver preparado, vai poder continuar bancando suas despesas sem precisar interromper a graduação ou comprometer seu futuro.

Se não tiver que lidar com nenhum imprevisto, melhor ainda! Isso significa que você poderá deixar seu dinheiro rendendo e, quando se formar, terá uma boa quantia guardada para começar sua vida profissional com mais tranquilidade. Assim, você não se sentirá tão pressionado a aceitar a primeira vaga de emprego que aparecer ou já poderá começar a programar uma pós-graduação, se quiser continuar investindo nos seus estudos.

Como sua atenção estará voltada para a faculdade e você não precisará dos retornos do seu investimento a curto prazo, o ideal é procurar uma aplicação de baixo risco, que normalmente demora mais a trazer resultados. Assim, você pode deixar seu dinheiro rendendo sem ter que se preocupar em monitorá-lo tão frequentemente.

Pode até não ser fácil, mas com um pouco de planejamento, disciplina e organização é possível controlar as finanças do estudante para começar o seu futuro com o pé direito.

Quer saber mais sobre como é possível pagar sua faculdade e investir em seu futuro? Baixe agora mesmo nosso e-book Manual Financeiro do Universitário: saiba como não passar aperto na faculdade e prepare-se para o sucesso!

Guia completo para planejar e organizar a vida de universitário