Estudar de forma produtiva e funcional é sempre um desafio: é preciso saber como organizar suas anotações, quais cuidados são necessários para não acumular matérias e como dividir o tempo entre exercícios e revisões.

Então como organizar os estudos de forma mais funcional? Quais medidas práticas você pode tomar em seu dia a dia de estudos? Se você tem essas dúvidas, nós podemos te ajudar nessa tarefa! Confira nossas dicas:

Aprenda a dividir o tempo de estudo de assuntos e matérias

Independentemente dos objetivos de seus estudos, é imprescindível que você saiba dividir com precisão o tempo para ver cada assunto e matéria. De nada adianta estudar somente aquelas disciplinas de que você mais gosta e nas quais vai bem, se você negligenciar aquelas em que tem mais dificuldade.

Faça um quadro de horários semanal, com um plano de estudos que pode ser alterado na medida em que você desenvolve suas habilidades. Além do tempo reservado para a aula presencial ou virtual de cada disciplina, separe também o período de estudo dessas matérias. É preciso incluir períodos tanto de revisão de conteúdo quanto de realização de exercícios, trabalhos e questões dissertativas.

Seu tempo de estudos deve ser dividido justamente de acordo com a dificuldade e proficiência que você tem em cada disciplina, de forma a otimizar seu aprendizado, equilibrar suas notas e garantir os melhores resultados possíveis. Matérias mais difíceis requerem mais tempo de estudo, então devem ter prioridade. Por outro lado, você pode diminuir a frequência e o tempo alocado para as disciplinas que considera mais fáceis. Assim, é possível dividir-se entre todas as matérias, sem deixar seus pontos fracos de lado.

Computador ou caderno: o que é melhor para tomar nota?

Hoje em dia, é cada vez mais comum que alunos levem seus notebooks para as salas de aula ou estudem em casa pelo computador. No entanto, ainda há quem prefira o bom e velho caderno de anotações. Não há uma resposta universal sobre qual é melhor para tomar nota. Você precisa verificar com qual ferramenta se sente mais à vontade para apreender os temas estudados e organizar suas anotações. Há vantagens e desvantagens em cada um deles.

No caso do caderno, existe a desvantagem de suas anotações muitas vezes ficarem desorganizadas. É pouco prático voltar e complementar anotações anteriores, por isso você precisa ter muita segurança dos conteúdos para estudar somente pelo caderno. Essa pode ser uma boa opção para quem realiza muitos exercícios à mão, ou então para quem memoriza melhor os assuntos quando os escreve de forma manuscrita.

Anotações no computador, por outro lado, têm a vantagem de serem editáveis a qualquer momento. É possível complementar suas notas, adicionar links, imagens e até mesmo gravações de áudio. O programa Evernote é uma boa ferramenta para realizar essas atividades. Além disso, há quem prefira fazer suas anotações no computador em sala de aula, já que é mais fácil e rápido digitar do que escrever. Há a desvantagem, no entanto, de você ter constante acesso à internet e outras distrações.

Saiba quantas horas estudar por dia

Qual é a quantidade ideal de horas que você deve estudar por dia? Isso depende muito de sua rotina e das necessidades de estudo. Se você trabalha, é preciso conciliar os horários de expediente com momentos de estudo altamente produtivos, livres de distração. Caso você tenha maior flexibilidade de horários, é possível alocar mais horas de estudo em diferentes momentos de seu dia a dia.

O mais importante é garantir tempo suficiente também para a família, amigos e para a prática de exercícios. Dedicar-se exclusivamente aos estudos, negligenciando outros aspectos de sua vida, pode ser ruim para sua saúde física e mental. Aproveite também para separar mais horas de estudo nos períodos que antecedem provas e finais de semestre, que são sempre mais conturbados.

Organize seus estudos e materiais de forma mais lógica

Suas anotações não necessariamente precisam ser organizadas de acordo com a ordem do livro ou do professor: você deve se organizar da forma mais lógica para você. Por exemplo, muitas pessoas adotam o critério da linha temporal, especialmente em disciplinas como História e Geografia. Nesse caso, suas anotações começam das informações e fatos mais antigos até as mais recentes. Esse raciocínio também é muito comum para estudantes de Direito, que precisam verificar a evolução das diferentes legislações referentes a um determinado assunto.

Outra forma de organizar anotações físicas (e não no computador) é por meio do uso de fichários. Eles permitem que você insira mais páginas facilmente entre um assunto e outro, o que garante maior coerência lógica na edição futura de suas notas. Também é possível manusear melhor suas anotações e agregar marcações (como post-its, adesivos e anotações adicionais) durante suas sessões de estudo.

Por falar em marcações, crie um código de cores para grifar livros e anotações. Por exemplo, separe uma cor de marcador para cada função: azul para definições e conceitos; vermelho para informações muito importantes, que precisam ser memorizadas; amarelo para explicações; e verde para temas que já foram suficientemente estudados. Esses códigos te ajudam a estudar de forma mais eficiente e produtiva!

Cuidado para não deixar suas matérias acumularem: evite se sobrecarregar!

No caso de disciplinas que tenham muito conteúdo e a necessidade de constante revisão, é imprescindível que você mantenha uma rotina semanal de estudos, seja para realizar exercícios ou para dominar a matéria nova de cada semana. Para fazer isso, evite deixar que essas matérias acumulem.

Se você deixar de completar os exercícios em uma semana, não transfira essa “dívida” para a semana seguinte: isso apenas gera maior sobrecarga e probabilidade de você deixar passar algum conteúdo. Em vez disso, encontre horários flexíveis em que essa atividade poderá ser reposta. Por exemplo, aproveite oportunidades como o cancelamento de alguma aula, ou um final de semana mais tranquilo para colocar em dia seus estudos.

O que achou de nossas dicas sobre como organizar os estudos? Assine a newsletter da São Judas e fique por dentro de outras postagens como essa!

Guia completo para planejar e organizar a vida de universitário