Está muito enganado quem pensa que o profissional do Direito só pode trabalhar como advogado. Esse curso oferece uma grande variedade de profissões e ramos de atuação, desde a carreira pública até a acadêmica ou diplomática.

Para mostrar que nem só de audiências vive o estudante desse curso, listamos abaixo 9 áreas de atuação de Direito. Acompanhe!

Advocacia

Um dos destinos mais comuns e mais conhecidos entre os estudantes de Direito, por meio da advocacia o profissional atuará na defesa dos interesses de seus clientes. Para tanto, o bacharel em Direito deverá ser aprovado no exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e estar em dia com as suas obrigações como inscrito.

Para exercer a profissão, poderá ser funcionário de sociedades ou empresas, constituir seu próprio escritório ou até mesmo prestar serviços como advogado autônomo. Outra opção interessante, e que possibilita ao advogado ter maior flexibilidade de horários e carga de trabalho, é a advocacia de apoio, por meio da prestação de serviços a empresas ou escritórios localizados em outras cidades, de forma remota.

Além da possibilidade de atuar por conta própria, o profissional que opta por trabalhar como advogado poderá entrar em contato com diversas áreas do mercado (Direito Civil, Penal, Ambiental, Tributário, Trabalhista, etc.), já que os seus serviços serão necessários em qualquer tipo de relação, seja entre pessoas ou entre empresas.

Magistratura

Outro sonho de muitas pessoas que cursam Direito é a carreira de juiz, alcançada mediante concurso público. As fases de avaliação são muitas, incluindo prova oral, análise de títulos e período mínimo de atuação na advocacia.

O juiz é o profissional da esfera pública que tem como função julgar conflitos de diversos interesses, dependendo do Tribunal para o qual se candidatar e for nomeado: Estadual, Federal, Trabalhista, Militar ou Eleitoral.

Defensoria pública

Para aqueles que não têm condições de pagar por um advogado, o Estado fornece assistência judiciária gratuita, por meio da figura do defensor público. Esse emprego é alcançado também por meio de concurso público e, assim como a magistratura, envolve várias fases e exige experiência prévia no Direito.

Sua atividade consiste na atuação como advogado para clientes que não têm condições financeiras de pagar os honorários de uma assessoria jurídica particular. Assim, essa é também uma profissão altruísta, por ajudar aos mais necessitados.

Promotoria

O promotor tem como missão defender os interesses da sociedade e do Estado no processo judicial. Exatamente em razão disso, muitos conceituam esse profissional da esfera pública como “fiscal da lei”.

O órgão para o qual trabalhará o promotor será o Ministério Público, com várias ramificações dentre as áreas do Direito (Trabalhista, Militar, Eleitoral e Justiça Comum), nos âmbitos Federal ou Estadual.

Vale lembrar que, por se tratar de um cargo público, o ingresso na carreira também se dá por concurso de provas e títulos.

Procuradoria

A procuradoria de justiça é o cargo que está hierarquicamente acima do promotor de justiça, com atuação em uma instância superior, dentro dos Ministérios Públicos Estaduais. A sua função também é a de defender a sociedade em conflitos que envolvam os seus interesses.

É importante não confundir essa profissão com a posição de procurador da República, equivalente ao procurador de justiça, só que com atuação perante o Ministério Público Federal. Também existe a figura do procurador federal, com a função de representar os interesses jurídicos das entidades federais por meio da Advocacia Geral da União.

Delegacia de polícia

Dentro da polícia, o delegado é o condutor da investigação. Em outras palavras, é ele quem lidera todas as etapas para resolução de um delito, desde a denúncia, passando pelo inquérito, até a ordem de prisão. O delegado realiza, ainda, a administração da Delegacia de Polícia, que poderá ser Civil, Militar, Federal ou até Rodoviária Federal.

Essa é outra carreira cujo ingresso se dá mediante concurso público. Após aprovado no concurso para delegado, o profissional deverá ainda realizar um curso oferecido pela própria Academia de Polícia para se preparar para as suas funções.

Cargos públicos (nível superior)

Além dos cargos públicos citados acima, há outras oportunidades de carreira no Município, no Estado ou na União que têm como pré-requisito a formação em nível superior.

Nesses casos, qualquer curso superior é aceito, mas o candidato formado em Direito terá vantagens em relação aos seus concorrentes. Isso porque a maioria das matérias cobradas nas provas de concurso envolve essa área do conhecimento, como Direito do Trabalho, Direito Administrativo e regimento interno dos órgãos públicos.

Docência

A carreira de professor de universidades e faculdades também é uma alternativa para aqueles que cursam Direito e não querem atuar como advogados ou no setor jurídico de órgãos públicos.

No entanto, só a graduação não será suficiente para alcançar a docência. É preciso obter títulos de mestrado e, preferencialmente, de doutorado e pós-doutorado, para conseguir uma vaga para lecionar no ensino superior.

Para o  aluno que quiser seguir essa carreira, é interessante já ir se preparando durante o curso, participando de colóquios, congressos e projetos de extensão. A monitoria, por exemplo, é uma oportunidade interessante para esse tipo de preparação acadêmica.

Diplomacia

O diplomata é o representante do nosso país em assuntos que interessam às suas relações exteriores. Muitos deles, inclusive, exercem as suas atividades nas embaixadas brasileiras de outros países.  

Para seguir essa carreira, o bacharel em Direito deverá prestar a prova do Instituto Rio Branco, do Ministério das Relações Exteriores Brasileiro, e, após aprovado, passar por um curso de preparação oferecido pela própria instituição.

Apesar de qualquer pessoa com curso superior poder prestar o concurso, aqueles que são formados em Direito saem na frente, porque têm mais afinidade com a legislação e a polícia internacional, matérias cobradas na prova.

Viu como há uma variedade de áreas de atuação de Direito? É por isso que, antes de ingressar em um curso ou ao longo da faculdade, é importante estar atento a todas as informações para a escolha da carreira dos seus sonhos.

Se você gostou deste texto e quer saber mais sobre profissões e cursos superiores, assine a nossa newsletter e se mantenha sempre informado!

Guia completo para planejar e organizar a vida de universitário