Nas últimas décadas, têm sido notáveis os avanços e os impactos da tecnologia em várias áreas da vida humana. E na educação não poderia ser diferente. As tendências de tecnologia vêm, com rapidez, ganhando lugar tanto no ensino básico quanto no nível superior, tanto na educação presencial quanto na educação a distância, o que está transformando de modo expressivo a maneira como alunos e professores lidam com os processos de ensino e aprendizagem.

Novas formas de pensar e agir exigem novos recursos tecnológicos, capazes de trazer mais significado e eficiência à educação formal. Então, para que você possa ficar por dentro daquilo que vem acontecendo e que vai tomar lugar nos próximos anos nas salas de aula brasileiras, hoje compartilharemos 5 tendências de tecnologia para acompanhar na área da educação. Continue conosco essa leitura e confira!

1. Gamificação

Por muito tempo a escola se manteve um tanto quando descontextualizada da vida que os alunos tinham fora dela.

Se na instituição escolar os alunos viam-se sujeitos a métodos antiquados de ensino, baseados no uso de livros, quadro-negro e aulas expositivas; em casa e na rua, tinham acesso constante a equipamentos tecnológicos bastante atraentes e divertidos, como videogames, computadores e aparelhos celulares. Essa diferença de realidades causava um choque, fazendo com que os alunos fossem, pouco a pouco, perdendo o interesse pela metodologia e práticas escolares.

Mas, como forma de tornar as aulas mais interessantes, motivadoras e criativas, aos poucos os jogos eletrônicos, anteriormente ligados apenas ao entretenimento, passaram a ser inseridos nos contextos educacionais, dando início à tendência tecnológica que leva o nome de gamificação.

A gamificação faz com que conteúdos didáticos sejam trabalhados em sala valendo-se de estratégias próprias dos jogos eletrônicos. Assim, no contexto educacional, os alunos participam de competições, desafios, recebem prêmios, e isso estimula seu raciocínio lógico, o desenvolvimento cognitivo, o senso crítico e faz com que aprendam de modo mais leve, descontraído, mas não menos eficiente.

2. Lousas digitais

A lousa digital já  é uma realidade em vários estabelecimentos de ensino do país, tanto na rede pública quanto privada, e pode-se dizer que esse recurso é infinitamente mais vantajoso que o bom e velho quadro negro.

De modo resumido, pode-se dizer que a lousa digital funciona como uma grande tela de computador, sensível ao toque e repleta de recursos, por meio dos quais o professor consegue trabalhar com seus alunos os conteúdos de modo mais rico e abrangente.

As lousas digitais permitem que o docente tenha, em uma só ferramenta, dentre outros benefícios, a possibilidade de empregar em sua aula recursos multimídia e enriquecer suas explicações com a apresentação de hiperlinks.

E sabe o que é melhor? Com a lousa digital, nenhum conteúdo visto em sala de aula é perdido. As aulas trabalhadas por meio da ferramenta podem ser gravadas e compartilhadas com os alunos posteriormente. Isso evita que, durante as explicações, alunos percam a linha de raciocínio por precisar copiar com pressa os conteúdos da lousa, antes que o professor os apagasse.

3. Uso educacional de tablets e smartphones

Tablets e smartphones se tornaram amigos íntimos de crianças, adolescentes e adultos, e são irresistíveis objetos de diversão e entretenimento. Porém, aos poucos, vêm sendo transformados em ferramentas educativas, seja no ensino presencial ou no ensino a distância.

Esses dispositivos apresentam alto grau de mobilidade, e quando incluídos na rotina educacional, aumentam as opções de recursos pedagógicos à disposição de professores e alunos.

Por meio deles, é possível acessar a internet, ter acesso a vídeos, jogos, infográficos, ferramentas de produção de texto e outros objetos de aprendizagem que podem tornar as aulas muito mais produtivas e interessantes, tudo ao alcance da mão.

4. Ensino híbrido, ou Blended Learning

Ensino híbrido, ou blended learning, é uma das mais fortes tendências de tecnologia na área da educação, e vem trazendo excelentes resultados em todos os níveis de ensino.

Sua proposta é aliar aspectos do ensino presencial com certas facilidades próprias do ensino online, como o uso de ambientes virtuais de aprendizagem  e o compartilhamento de conteúdos didáticos via internet. Isso causa uma verdadeira revolução nos processos de ensino e aprendizagem, alterando os papéis de alunos e professores, o modo de gestão do tempo e até mesmo o formato das aulas.

No ensino híbrido, os alunos têm fortalecida sua autonomia, à medida que podem realizar suas tarefas e estudos em qualquer lugar, com o apoio da tecnologia, sem a necessidade da presença constante do professor, que se torna um facilitador do conhecimento, e não o detentor absoluto do saber.

5. Conteúdos nas nuvens

A computação em nuvem permite que o usuário salve seus arquivos de modo remoto, com a ajuda da internet, e depois possa acessá-los em qualquer lugar.

Essa tendência ganha cada vez mais espaço na educação, tendo em vista que alunos e professores começam a perceber os inúmeros benefícios dessa tecnologia. Os conteúdos nas nuvens permitem que o aluno:

  • inicie um trabalho na escola, pela internet, e possa terminá-lo em casa (ou em qualquer outro lugar), e vice-versa;
  • trabalhe com diversos aplicativos e arquivos sem a necessidade de instalá-los em um dispositivo, o que dispensa o uso de um equipamento de grande potência e com grande memória. O Google Drive, por exemplo, permite que o usuário crie, armazene e acesse em qualquer lugar documentos, planilhas, apresentações e formulários com rapidez e praticidade;
  • acesse em qualquer lugar conteúdos pedagógicos disponibilizados pelo professor, sem precisar se preocupar em fazer fotocópias ou copiar conteúdos da lousa;
  • realize tarefas em grupo, de modo colaborativo, mesmo que os colegas estejam fisicamente separados.

A tecnologia não para de avançar, e seu crescente uso nas escolas e universidades é uma realidade inevitável. Informar-se sobre o que é tendência na educação pode ajudar você a criar maior familiaridade com os recursos que serão novidade nas salas de aula, tirando deles o maior proveito possível.

Seja curioso, e reflita sobre como você pode turbinar sua aprendizagem e facilitar sua rotina com a ajuda das ferramentas que estão ingressando no cenário educacional. Utilize as tendências de tecnologia a seu favor e bons estudos!

Curtiu esse texto? Então, compartilhe-o nas redes sociais!

Guia completo para planejar e organizar a vida de universitário